A caminho do Museu

 Em continuidade ao processo de organização do acervo histórico da Sociedade Portuguesa de Beneficência e dando os primeiros passos para futura criação e instalação do Museu da instituição, foi resgatada junto ao 3º Cartório de Notas de Santos, a escritura (original) de venda e compra do terreno da Beneficência, na Av. do Canal 2, hoje, Av. Dr. Bernardino de Campos. A escritura foi datada em 5 de abril de 1919.

O terreno, uma quadra formada pelas vias: Avenida do Canal 2  -frente – (atual Av. Dr. Bernardino de Campos) fazendo fundos com a Rua C (atual Rua São Paulo) e laterais: Rua Dr. Manoel Carvalhal (atual Rua Dr. Joaquim Távora) e Rua Monsenhor Paula Rodrigues, foi adquirido pela Beneficência Portuguesa ao preço de Rs. 125:000$000 (cento e vinte e cinco contos de reis) do casal Sr. Belmiro Ribeiro de Moraes e Silva e esposa Carolina Martins Ribeiro. À época, a Beneficência Portuguesa era presidida por José da Silva Gomes de Sá.

Na foto, o atual presidente Ademir Pestana exibe com orgulho a escritura do terreno, onde em 1º de dezembro de 1926, era inaugurado o Hospital Santo Antônio que hoje abriga também a sede administrativa do complexo hospitalar que forma a atual Beneficência Portuguesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp