Beneficência inaugura serviço pioneiro para atendimento a pessoas com AVC e mais uma CTI Coronariana

Beneficência inaugura serviço pioneiro para atendimento a pessoas com AVC e mais uma CTI Coronariana

A Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos inaugurou na manhã desta sexta-feira (8), a primeira unidade para tratamento intensivo para pessoas com AVC (acidente vascular cerebral agudo) da Baixada Santista. Trata-se da Unidade de AVC já em funcionamento. Na ocasião, foi inaugurada também, a segunda CTI Coronariana da instituição que passa a contar com 48 leitos de Central de Tratamento Intensivo.

Os novos serviços tornaram-se realidade devido a parceria entre a Beneficência Portuguesa e o Angio Corpore Instituto de Medicina Cardiovascular ampliando o atendimento médico hospitalar especializado, colaborando para a redução do déficit de leitos de UTI na região. As instalações das duas novas CTIs seguem o novo conceito de unidade de tratamento intensivo, usado na Beneficência, com mais conforto aos pacientes e familiares, e mais interação com a equipe multidisciplinar.

Este conceito de CTIs que inclui leitos em apartamentos, e sistema de monitoramento 24 horas, foi implantado de forma pioneira no ano passado em Santos, quando a Beneficência e o Angio Corpore inauguraram as novas dependências da CTI Coronariana I, “Dr. Arthur Domingues Pinto” e do serviço de Hemodinâmica “Prof. Dr. Francisco Cardoso Barbalho Neto”.

O presidente da Beneficência, Ademir Pestana, ressaltou a importância desses novos equipamentos, principalmente pela humanização a partir de suas instalações, explicando que os leitos desta e de outras CTIs, é um dos diferenciais da instituição. “As acomodações especiais (apartamentos), possibilitam que os familiares colaborarem com suas presenças para a recuperação mais rápida do paciente. Além desse conforto o sistema de monitoramento com câmeras possibilita o acompanhamento diuturno do paciente pela equipe e pelo médico que pode acompanhar, mesmo à distância, mas em tempo real, a evolução do quadro do paciente, através das imagens que podem ser acessadas pelo seu smartphone”.

Além dos diferenciais apontados o presidente falou da satisfação pela inauguração da CTI voltada para o atendimento a pessoas com AVC, serviço até então inexistente na região, que ajudará a salvar mais vidas, uma vez que no Brasil é a principal causa de morte entre as doenças cardiovasculares.

O cardiologista Philipe Saccab, que apresentou uma das acomodações da CTI Coronariana, explicando cada detalhe do funcionamento, inclusive da sala de controle/monitoramento, falou sobre a importância de mais uma unidade desse tipo, especialmente pela constante busca visando o aperfeiçoamento da humanização no tratamento, com retaguarda de equipamentos de última geração.

O neurologista Juarez Harding ao explanar sobre a Unidade de AVC que não pôde ser visitada devida a ocupação dos leitos, disse que naquele momento (inauguração oficial) estava sendo concretizado não apenas o seu sonho, mas o de muitas pessoas com AVC que passam a ter um atendimento específico. Estudos confirmam que pessoas se recuperam melhor sob os cuidados em uma unidade especializada, apresentando melhor evolução funcional e menor tempo de internação.

Os dois especialistas falaram sobre a demanda reprimida de qualquer tipo de UTI na região, e a expectativa é que estes dois novos equipamentos, contribuam para que as pessoas com doenças cardíacas fiquem o mínimo de tempo no pronto socorro e sejam, o mais breve possível, encaminhadas para estas CTIs específicas, uma vez que o tempo para o primeiro atendimento especializado é fator determinante para estabilização do quadro.

O secretário de Saúde de Santos, Marcos Calvo parabenizou a iniciativa dos novos serviços, especialmente diante das pesquisas que apontam o crescimento de pessoas com problemas de coração e de acidente vascular cerebral (AVC).

Com as inaugurações de terça-feira, a Beneficência Portuguesa passa a contar com quatro CTIs: que funcionam no Hospital Santa Clara: CTI geral (térreo), Coronariana I (4º andar); Coronariana II (2º andar) 2 e no quinto pavimento, duas CTIs: neurológica e geral.

Entre os presentes, além do secretário de Saúde, Marcos Calvo, representando o prefeito Paulo Alexandre Barbosa; Renato Rodolfo Pastorello, chefe do departamento de Atenção Especializada da Secretaria Municipal de Saúde de Santos; Dr. Marcello Romiti, presidente do Angio Corpore; diretores, conselheiros e sócios da Beneficência.

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp