Beneficência Portuguesa estuda ampliação na Medicina Hiperbárica e no Ambulatório

Beneficência Portuguesa estuda ampliação na Medicina Hiperbárica e no Ambulatório

O Serviço de Medicina Hiperbárica e o Ambulatório da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos contarão em breve, com a ampliação do leque de serviços oferecidos à população. Dois projetos desenvolvidos por profissionais dos setores estão em estudo: “Ambulatório do Pé Diabético” e “Teste de Mergulho e Tratamento de Doenças Descompressivas”.

Os serviços de Medicina Hiperbárica e de Ambulatório da Beneficência Portuguesa funcionam de segunda a sexta-feira, de acordo com agendamento prévio. O primeiro serviço disponibiliza uma Câmara Hiperbárica Multiplace, equipada com o que há de mais moderno em sistemas hiperbáricos, e o segundo, o Ambulatório, conta com uma central de curativos que vem sendo ampliada para a viabilização “Ambulatório do Pé Diabético”.

– A câmara hiperbárica na Beneficência é utilizada no tratamento de oxigenoterapia hiperbárica, terapia não invasiva que age no combate às infecções, sendo indicada no tratamento de diversas patologias infecciosas, isquêmicas, traumáticas ou inflamatórias, acelerando o processo de cicatrização e proporcionando redução no tempo de tratamento. No equipamento (câmara) acontece a pressurização com ar medicinal e a simulação de mergulho seco em atmosfera que corresponde a 14 metros de profundidade no mar.

O equipamento possui vigias que permitem a visualização do que acontece no exterior (área em que está instalado o equipamento) oferecendo mais tranquilidade ao paciente em atendimento, que além da companhia do funcionário especializado, tem ampla visão do operador que controla a pressão do oxigênio através de um painel na área externa. O equipamento disponível na Beneficência possibilita inclusive, o atendimento a paciente em maca.

Indicações – A Oxigenoterapia Hiperbárica é indicada para o tratamento de:

 

[TABLE=6]
 

– O Ambulatório da Beneficência, atende pacientes acometidos de lesões provenientes de diversas patologias e terá sua atividade ampliada com o projeto ‘Ambulatório do Pé Diabético’ atuando na prevenção.

Novos projetos – Entre os novos projetos em andamento na Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos, com o objetivo de ampliar o atendimento médico-hospitalar, dois são do Serviço de Medicina Hiperbárica e do Ambulatório, desenvolvidos pela enfermeira Luciana Suguiyama Veras e pela mergulhadora profissional Andresa Canesin.

Enfermeira Luciana Veras

Enfermeira Luciana Veras

Pé Diabético – O envelhecimento e as doenças crônicas como o diabetes podem levar a diversos problemas nos pés. O projeto “Ambulatório do Pé Diabético” visa a prevenção pois o objetivo é a detecção precoce das complicações ocorridas, isoladamente ou em conjunto, nos pés de pessoas diabéticas. Alertar essas pessoas para a importância de avaliação visando o tratamento precoce é o objetivo maior.

A enfermeira Luciana Veras, especialista em tratamento com câmara hiperbárica, dermatologia e capacitação em podiatria clínica, autora do projeto, explica que o objetivo é atuar massivamente na prevenção dos males que esta patologia (pé diabético) ocasiona.

O projeto prevê a avaliação por especialista em cuidados com pés diabéticos, de entrevista a testes, orientação e encaminhamento a endocrinologista, ortopedista, vascular e nutricionista para melhor acompanhamento do paciente.

Mergulhadora Andresa Canesin

Mergulhadora Andresa Canesin

Teste de Mergulho – Desenvolvido pela operadora de Câmara Hiperbárica, Andresa Canesin, mergulhadora profissional, com experiência no tratamento de doenças descompressivas, o projeto “Teste de Mergulho e Tratamento de Doenças Descompressivas” visa auxiliar escolas e empresas de mergulho com a realização de testes e tratamento de doenças provocadas pela descompressão. A profissional pretende dar início a extensão do uso da câmera associando a melhor capacitação dos profissionais de mergulho, através de simulações em ambiente hiperbárico e tratamento quando houver intercorrências nos mergulhos por eles realizados.

Como a Região Metropolitana da Baixada Santista é sabidamente procurada por mergulhadores profissionais para a realização de pesquisas oceânicas ou por hobby, e com o advento do pré-sal, a expectativa é a de que esses profissionais estejam cada vez mais presentes no mar da região, ampliando inclusive o mercado de trabalho de mergulhadores, o projeto apresentado pela mergulhadora Andresa, visa facilitar a atuação desse pessoal, oferecendo às escolas de mergulho, testes necessários à obtenção por parte do mergulhador do LRM (Livro de Registro de Mergulho), item necessário à formação, bem como exames periódicos.

Os projetos estão em fase de análise por parte da diretoria da instituição.

*O Serviço de Medicina Hiperbárica da Beneficência, no térreo do Hospital Santo Antônio, com entrada pela Av. Bernardino de Campos, 47, Vila Belmiro, funciona sob a responsabilidade do médico Marco Botteon Neto.

(Fotos: Divulgação/SPB)

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp