Dia de reverenciar a Farmácia, a Saúde e o Médico Patologista

          O dia 5 de agosto destaca três setores essenciais à saúde: Dia Nacional da Farmácia, Dia Nacional da Saúde e Dia do Médico Patologista. A Diretoria da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos, mantenedora dos Hospitais Santo Antônio e Santa Clara, nesta data, rende homenagens aos profissionais que atuam nestes importantes setores, fundamentais para o bom andamento da sociedade.

          Dia Nacional da Farmácia

Farmácia Hospitalar da Beneficência Portuguesa

         A leitura de alfarrábios (livros antigos) nos dão conta que no século II, os árabes fundaram a primeira escola de Farmácia, naturalmente, em nada parecido com o modelo atual, mas foi somente no século X que surgiram as primeiras boticas ou apotecas, precursoras das farmácias com as conhecemos. O primeiro boticário no Brasil foi o português Diogo de Castro, trazido pelo governador geral, Thomé de Souza. No Brasil colonial (1530 a 1822), a botica, caixa de madeira onde se levavam os remédios era transportada pelos mascates, que percorriam as mais distantes regiões e antes deles, pelos jesuítas.

          Segundo o Conselho Federal de Farmácia (CFF), em 2020 existiam no Brasil:

          234.301 farmacêuticos inscritos nos Conselhos Regionais de Farmácia;
          89.879 farmácias e drogarias comerciais;
          8.506 farmácias com manipulação e homeopatia;
          6.771 farmácias hospitalares;
         10.841 farmácias públicas;
         9.697 laboratórios de análises clínicas;
         454 indústrias farmacêuticas;
         4.648 distribuidoras de medicamentos;
         74 importadoras de medicamentos.

Oswaldo Cruz, médico e cientista brasileiro

         Dia Nacional da Saúde

         O Dia Nacional da Saúde é uma homenagem ao médico e cientista brasileiro Osvaldo Cruz, que nasceu em 5 de agosto de 1872 e faleceu aos 44 anos de insuficiência renal. Bacteriologista, sanitarista e epidemiologista, pioneiro no estudo das doenças tropicais, contribuiu enormemente para a erradicação de epidemias da peste bubônica, febre amarela e varíola. Seu interesse pela microbiologia era tanto que chegou a montar um pequeno laboratório no porão de sua casa.  Sua tese de graduação pela Faculdade Medicina do Rio de Janeiro em 1892, foi sobre a veiculação microbiana pelas águas. Um dos principais médicos da história brasileira, contribuiu para com a criação do Instituto Soroterápico Federal, hoje Instituto Oswaldo Cruz e da Academia Brasileira de Ciência.

Médico patologista em seu ambiente de trabalho

        Dia do Médico Patologista

       O Médico Patologista é um especialista na ciência do diagnóstico de diversas doenças. Através de procedimentos como a biópsia, que permite a análise de genes, proteínas, células e tecidos é essencial para a definição do tratamento dos pacientes. Trabalhando em laboratórios, hospitais ou universidades, analisam e emitem laudos anatomopatológicos que servirão para clínicos e cirurgiões decidirem o tipo de tratamento mais adequado a cada situação. O laudo, produzido criteriosamente pelo Patologista possibilita o início de qualquer tratamento com segurança.

(Fontes: Conselho Federal de Farmácia, Fundação Oswaldo Cruz e Sociedade Brasileira de Patologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp