Dia Mundial do Doador de Sangue, a oportunidade de salvar vida

Dia Mundial do Doador de Sangue, a oportunidade de salvar vida

Todo dia é dia do doador de sangue, mas 25 de novembro foi escolhido para reverenciar o doador, aquele que salva, com uma única ação, até quatro vidas.

blood-bags-91170_1280O Dia Mundial e o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue comemorados na mesma data, é uma excelente oportunidade para a reflexão sobre a importância do gesto. Milhares de pessoas no mundo necessitam da reposição sanguínea que não tem custo para o doador, mas tem valor incalculável ao receptor, pois pode significar a própria vida.

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 3, 5 milhões de doadores de sangue, o que corresponde a 1,9% da população do país – índice abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 3%. No Banco de Sangue da Beneficência Portuguesa, a exemplo do que ocorre em outros hospitais, está em permanente campanha para aumentar o número de doadores.

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 3, 5 milhões de doadores de sangue, o que corresponde a 1,9% da população do país – índice abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 3%. No Banco de Sangue da Beneficência Portuguesa, a exemplo do que ocorre em outros hospitais, está em permanente campanha para aumentar o número de doadores.

O Banco de Sangue da Beneficência criado em 1964, funciona no 1º andar do Hospital Santo Antônio, de segunda à sexta-feira, das 7h às 12h para o público externo.

Para doar sangue:

– Sentir-se bem, com saúde

– Apresentar documento com foto, válido em todo território nacional

– Ter entre 18 e 65 anos de idade

– Ter peso acima de 50 Kg

Recomendações para o dia da doação:

– Nunca vá doar sangue em jejum

– Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior a doação

– Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores

– Evitar fumar por pelo menos 2 horas antes da doação

– Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes a doação

– Interromper as atividades por 12 horas as pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, subir em andaimes e praticar paraquedismo ou mergulho.

Quem não pode doar?

– Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade

– Mulheres grávidas ou amamentando

– Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas

– Usuários de drogas

– Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp