Miguel Martinez nasceu para ser médico

Miguel Martinez nasceu para ser médico

Médicos que conviveram com Dr. Martinez relembram com carinho e não faltam manifestações como o texto assinado pelo médico pneumologista Josué Reinaldo Ferreira.

59721_476787419037617_390986112_n                 “Sempre que morre alguém de quem eu gosto muito, fico com uma vontade imensa de escrever alguma coisa, em veículo público, elogiando essa pessoa. Agora, quando morre alguém de quem todo mundo gosta, a vontade é incontrolável. Por isso, falo de Você, Dr. Miguel Martins Martinez, que nasceu para ser médico, mais que isso, Pediatra, a especialidade dos puros e abnegados, reais generalistas do saber e do talento.

                 Trabalhamos juntos por longos e saudosos anos nessa tão querida Beneficência Portuguesa e só me lembro de vê-lo empenhado com afinco desmedido aos pacientes, agregador e solidário incondicional aos colegas. Algumas piadas Você me contou mais de duas vezes e sempre com graça, a mesma graça que encantava tantas crianças quase sem vida. Vi Você ser generoso, sem intenção, apenas movido por uma ingenuidade própria dos bons e dos eleitos.

                 Não posso esquecer, quando há, sei lá… 30 anos, levei minha filha com tosse e corisa, para fazer inalação, e era Você o plantonista do velho PPA (Posto de Pronto Atendimento) – caramba, como Você dava Plantão! – Passei pela sua sala e mandei fazer o procedimento, sem sequer pedir sua opinião, próprio do orgulho idiota do pai especialista. Minha filha não melhorava. Começou a febre. Ai, Você chegou, perguntou se eu sabia a historia do papagaio que foi adotado no convento, pegou minha filha no colo, auscultou seu pulmão e disse que ela estava com pneumonia na base do pulmão direito. Não deu outra.

                 Tempos depois, ela teve a mesma sorte que eu, e trabalhou com Você por quase dois anos no Ambulatório do nosso Hospital. Mas como Você pode acertar aquele diagnóstico, sem exames, se eu, especialista em doenças pulmonares, já examinara e não percebera nada?! Foi ai que aprendi que medicina não é só saber, é muito mais do que isso: é ter, também, talento, humildade e carisma.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp