Pacientes da Ortopedia não ficaram sem atendimento

Pacientes da Ortopedia não ficaram sem atendimento

DSCN2391Com referência a matéria publicada nesta quarta-feira (15), na página 3, do Jornal A Tribuna, sob o título “Ortopedistas entram em greve na Benê”, a Beneficência não nega os repasses para com a empresa contratante dos ortopedistas que atendem na instituição como diz a reportagem.

O atendimento parcial pelos ortopedistas na Beneficência Portuguesa está em discussão, na expectativa de solução. O pagamento a estes profissionais ocorre em função do sistema de repasse envolvendo operadoras, hospitais e demais recebimentos. Situação alheia à vontade da direção do hospital, que vem tentando minimizar o problema conforme já foi colado aos profissionais.

Entendemos a situação delicada provocada pela defasagem nos pagamentos realizados como vem ocorrendo nos últimos anos. O diálogo entre a Beneficência Portuguesa e a equipe de Traumatologia não deixou de existir em momento algum, afinal os diretores desta conveniada integram o quadro de profissionais da Beneficência há mais de duas décadas.

Com relação à Agência Nacional de Saúde (ANS), a situação está sendo finalizada de acordo com orientação da própria agência.

A ANS exige das filantrópicas (caso da Beneficência) balanços lucrativos. A instituição não tem condições de apresentar esse tipo de balanço em função de repasses envolvendo terceiros, mas dispõe de fundo garantidor capaz de fazer frente às despesas.

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp