Quando o mais importante é viver

 Professor, advogado e escritor Écio Lescreck, vice presidente do Conselho Deliberativo da Santa Casa de Misericórdia de Santos, foi o responsável pela palestra “Vencendo o câncer de próstata” realizada dentro da programação do Novembro Azul na Beneficência Portuguesa, recentemente concluído.

Dr. Écio Lescreck, o palestrante

Qual é a reação de um homem regrado com relação a hábitos saudáveis em termos de alimentação e estilo de vida que recebe a notícia que está com câncer de próstata?

A partir dessa indagação Dr. Écio Lescreck, convidado da Beneficência para participar do evento “Novembro Azul  – saúde do homem, prevenção e cuidados” começou a palestra sobre sua trajetória na luta contra o câncer de próstata e a certeza de que o diagnóstico precoce é grande  chance da cura dessa doença que pode não apresentar sintomas em sua fase inicial.

Presidente da Beneficência, Ademir Pestana e Dr. Écio Lescreck

“Quando se recebe uma notícia dessa (está com câncer) parece que o mundo desaba sobre sua cabeça. E quando o diagnóstico é câncer de próstata a situação parece piorar. Inúmeras são as indagações a começar, por que comigo. Mas passado o choque você tem que cair na real e entender que precisa se colocar na posição do protagonista de sua existência, que é o que somos.  Isso não é fácil mas não podemos desistir de nós mesmos. Essa nossa conversa sobre minhas experiências pessoais em face da situação e as questões psicológicas que um diagnóstico acarreta tem um único objetivo, incentivar aos que enfrentam os diferentes tratamentos, não desistirem. O caminho é árduo, mas precisamos lutar, inclusive enfrentar a cirurgia, se for necessário e nunca nos descuidarmos, nunca nos acomodar e achar que a luta está vencida por nós ou pela doença. Persistência e disciplina no tratamento e atenção redobrada aos cuidados para com a nossa saúde. Por isso, nunca digo venci e sim, estou vencendo o câncer porque a luta pela vida depois de uma batalha como essa torna-se um alerta… constante e temos que estar atentos porque o mais importante é viver… saudável”.

 Écio Lescreck que em 2015, foi diagnosticado com uma prostatite (inflamação na próstata), somente dois anos depois, ao repetir os exames (toque retal e a dosagem do PSA) teve indicação para a realização de uma biópsia que acusou a presença de células atípcas, discorreu sobre medos, desinformação, aprendizado, problemas psicológicos principalmente por conta da incontinência urinária e a falta da libido (enfatizou para todos esses temores a ciência e os médicos apresentam alternativas e até soluções) e vida após tratamento e cirurgia.

Plateia atenta à palestra e aos depoimentos

 Ao final da palestra o advogado fez um alerta: “Não deixem que a vergonha e preconceito, principalmente do toque retal se tornem maiores que a saúde, porque o diagnóstico precoce é de extrema importância, uma vez que o câncer de próstata é curável, desde que descoberto na fase inicial”.

Ao final da palestra, alguns depoimentos de homens que passaram ou ainda estão em tratamento no Serviço de Oncologia da Beneficência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp