Saudade
e respeito

Saudade e respeito

senhorSemblante calmo e de poucas palavras, ele trabalhou por 16 anos nesta casa, onde, atuando nas
várias portarias, se tornou conhecido pelo ‘bom dia’ às vezes inaudível, mas inconfundível pelo meneio de cabeça. Estamos falando de Arnon Paulino da Silva (foto), que se vivo estivesse, teria completando 64 anos na última terça-feira (8).

Arnon, faleceu em 30 de novembro passado, mas seu jeito sereno que contrastava com o andar rápido e miudinho (passos curtos) serão lembrados para sempre pelos colegas de trabalho da Sociedade Portuguesa de Santos.

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp