Sino da vitória, a esperança renovada

   Por mais simples que seja a cerimônia, o significado sempre atinge o mais alto grau de importância para os protagonistas, especialmente quando envolve histórias de superação e estas não faltam na vida de incontáveis pessoas que passam pelo Serviço de Oncologia da Beneficência Portuguesa.

           Superar etapas no tratamento é uma vitória que merece ser festejada e propagada aos quatro cantos do mundo, expressão que não tem origem na lógica geométrica mas cabe perfeitamento no universo de cada indivíduo, principalmente quando se trata de comunicar uma boa nova. E tem som mais significativo que o tilintar do sino cuja função básica, desde a pré  história é comunicar?

          Na Beneficência Portuguesa, dentro da programação de aniversário (162 anos) da Instituição, foi inaugurado no Serviço de Oncologia, o segundo Sino da Vitória do hospital. Este instrumento usado em hospitais para que pessoas em tratamento de câncer possam extravassar sua alegria ao final do tratamento, foi inaugurado no Setor de Quimioterapia em meio a muita emoção. Para muitos pacientes, mesmo sem a conclusão do processo, o Sino da Vitória é a esperança de alcançar a cura, é mais um incentivo para que atinjam a meta.

Presidente Ademir Pestana e Dra. Sueli Monterroso

       Mesmo não tendo concluído, ainda o tratamento, José Raymundo da Silva, na ocasião acompanhado pelo filho Odair, tocou o Sino da Vitória. Sua emoção contagiou os presentes e com a voz embargada e com o “coração aos pulos” disse: “tocar esse sino é encher o coração de esperança”. Confortado e acarinhado com uma salva de palmas e com as palavras de Ademir Pestana e da oncologista Sueli Monterroso, “Seu” José Raymundo acomchegou-se ao filho com quem se retirou imediatamente do local para que os presentes não vissem as lágrimas de emoção banharem seu rosto.

          Vitória de todos –  Para o presidente da Beneficência, Ademir Pestana e para a oncologista Dra Sueli Monterroso da Cruz, o encerramento de um ciclo do tratamento  já é suficiente para festejar. “Cada ciclo vencido no tratamento oncológico é uma vitória não apenas para o paciente, mas também para toda a equipe que se envolve, que sofre e se alegra com ele (paciente) se tornando parte de sua família. Ver uma pessoa que convive conosco durante tanto tempo (não importa quanto) que confia em nós a quem confia suas dores, superar uma etapa, é muito gratificante. Vê-la tocar o sino é emocionante”, disse a oncologista Sueli Monterroso.

         “O ritual é simples mas de grande significado. Todos os que trabalham na Quimioterapia ou na Radioterapia que durante o tratamento acompanham a luta do paciente na busca dessa vitória  se sentem realizados porque o som do sino é como um bálsamo aplacando dores, temores e ansiedade. O tocar o Sino da Vitória  anuncia um novo início de vida, significa as conquistas do paciente pela cura” concluiu o presidente da Beneficência Portuguesa.

       Na Beneficência Portuguesa o primeiro Sino da Vitória foi instalado na Radioterapia em 17 de agosto de 2017. O evento foi prestigiado pela Diretoria da Instituição e vários representantes do corpo clínico e de outros setores da instituição.

* O Sino da Vitória na Quimioterapia, inaugurado em 18 agosto passado e até a presente data (03 de setembro) já foi tocado por mais um paciente…e que venham muitos outros

Confira algumas fotos do evento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp