Um em cada três adultos sofre de hipertensão, diz OMS

Um em cada três adultos sofre de hipertensão, diz OMS

O último relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostra que um de cada três adultos sofre hipertensão, problema responsável por metade das mortes causadas por derrame e problemas cardíacos no mundo. E um de cada dez hipertensos tem diabetes. O relatório anual sobre estatísticas da OMS apresenta o cenário da saúde no mundo e faz alerta para doenças não contagiosas.

A diretora geral da Organização Mundial da Saúde, Margaret Chan, destacou que “O relatório evidencia o dramático aumento das condições que desencadeiam as dolências de coração e outras doenças crônicas, particularmente nos países pobres e em desenvolvimento”.

Pela primeira vez o estudo estatístico da OMS inclui informação de 194 países sobre os altos níveis em homens e mulheres da pressão sanguínea e da taxa de glicose no sangue, que revela, entre outras coisas, que os diagnósticos e os tratamentos baratos destas dolências reduziram o problema nos países desenvolvidos.

Além da hipertensão e da diabetes, outra grande preocupação apontada no relatório refere-se à obesidade. O número de obesos dobrou em todas as regiões do mundo. Hoje, segundo a OMS, cerca de 500 milhões de pessoas, ou seja, 12% da população mundial são consideradas obesas.

O nível mais alto de obesidade foi registrado na região das Américas (26% dos adultos) e o mais baixo no Sudeste Asiático (3% dos adultos), sendo maior a proporção de mulheres obesas que a de homens. A Organização Mundial da Saúde está preocupada com o impacto que isto representa quanto ao risco de diabetes, problemas de coração e câncer.

O relatório foi um dos assuntos abordados na Assembléia Mundial sobre a Saúde da OMS, realizado no mês passado (maio), em Genebra, onde foi debatida a questão relacionada às doenças não contagiosas. Atualmente, essas doenças são a causa de dois terços das mortes no mundo.

(NFM – 02/06/2012)

*fotos: Margaret Chan, hipertensão, obesidade e diabetes.

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp