Xô estresse!!!

       Há 80 anos, *“Dona Benta comer bem” a bíblia da culinária brasileira já preconizava que cozinhar deixa tudo melhor. Posteriormente, estudos revelam que cozinhar melhora a capacidade de planejar e organizar, alivia o tédio e aumenta a autoestima.

       A gerente administrativa Karina Scarabotto Martins que há 24 anos vive o dia a dia da Beneficência Portuguesa, não tem dúvidas disso e garante que cozinhar, além de combater o estresse ampliado em todos os sentidos devido a pandemia do novo coronavírus, dá uma sensação de conforto e bem-estar.

       Ela que começou na Beneficência trabalhando no Pronto Socorro Ambulatorial, foi supervisora no período noturno por 19 anos, assumiu a chefia do Serviço Social de Luto, transferida para o Serviço de Oncologia e hoje na Gerência Administrativa, garante que a Instituição é uma porta aberta ao aprendizado, razão pela qual voltou a estudar se graduando em Enfermagem, depois veio a pós graduação em Cardiologia para Enfermeiros e não para por aí por que adora estudar. Mais que isso, para ela a Beneficência personifica Eros ou Cupido (deus do amor na mitologia grega), pois foi nela que encontrou o amor da sua vida.

      No momento, Karina, aquela figura esguia que não precisa colocar salto para olhar das alturas, nem se esforçar aspirando o ar  para sentir o aroma do bolo que sai do forno, não sabe se o amor é maior pelo estudo ou pela cozinha, mas garante que ambos não competem, pelo contrário. Unidos, ampliam sua terapia contra o estresse, mas entende que cozinha é mágico

“Participando do Master Chef”

      “Minha terapia é a culinária em família. Fico ansiosa pela chegada do domingo, quando em companhia de minha filha de 5 anos, vou para a cozinha e me sinto nas nuvens. É como se estivesse participando do programa Master Chef, mas sem a correria e o estresse da competição.

      A deliciosa aventura culinária, caminho do desestresse, tem início com a seleção dos ingredientes quando explico para minha filha sobre os produtos separados e a função de cada um no prato que vamos preparar. Depois se estende pela preparação, na sequência vem o forno. Começa então a segunda etapa da aventura, a expectativa boa da espera e finalmente, a nossa obra de arte: o bolo de cenoura com cobertura de brigadeiro, o nosso preferido.

      A cereja do bolo vem no final, quando contemplamos o ar de satisfação da família degustando nossa criação. O bis, quase que obrigatório, é apenas consequência.

      Gostamos muito de fazer sobremesas, como pudim de leite e mousse de limão, mas bolos são o nosso forte e o carro chefe, naturalmente, é o de cenoura com cobertura de brigadeiro. Depois disso quem é que vai lembrar de estresse? Se alguém se oferecer para lavar a louça, melhor ainda, aí sim a gente completa o dia com um sonoro XÔ ESTRESSE!!!”.

*“Dona Benta comer bem” – Com mais de um milhão de exemplares vendidos desde o lançamento em 1940 é o livro de culinária mais querido dos brasileiros. A obra, teve pesos e medidas ajustados ao paladar dos novos tempos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp