Xô estresse!!!

           Ele não tem um manual de sobrevivência antiestresse, mas para combater ou pelo menos minimizar as consequências do conjunto de reações (multiplicadas  n vezes nesses tempos de pandemia) que provocam perturbação e esgotamento emocional, afetando sobremaneira os profissionais da saúde, especialmente os que trabalham na linha de frente no enfrentamento ao novo coronavírus, o Diretor Técnico da Beneficência Portuguesa de Santos, Mario da Costa Cardoso Filho, busca um click para desestressar.

            Reservar um momento para desconectar da faina diária de liderar uma grande equipe médica e tranquilizar a mente não é tarefa fácil, talvez por isso ele se cerque de paixões (filhos, netos, amigos, seus animais e plantas, entre elas, as belíssimas orquídeas) que cultiva com muito amor. Mas nestas cinco décadas de Medicina, Mario Cardoso, sempre ligado à arte e que tem na leitura, no cinema e na música (já tocou até Violino) formas de terapia, descobriu na fotografia, um meio mais rápido para desestressar.

           Segundo a fotógrafa norte-americana Dorothea Lange (uma das dez melhores do mundo), além de relaxar, fotografar confere à pessoa que faz isso com frequência, maior capacidade de observação, condição proveitosa, inclusive para o dia a dia. E Mario Cardoso, amante da fotografia que não pensou duas vezes para participar de cursos que lhe dessem maior conhecimentos técnicos, teóricos e práticos, faz dessa arte uma terapia que o faz desestressar num clik, literalmente.

                             Click para desestressar

“Nestes anos de profissão já enfrentei muitas crises, momentos extremamente estressantes com greves dos médicos, discussões tensas  como as ocorridas nos anos oitenta quando se debatia a Constituição Brasileira de 1988, epidemias, mas nada igual ao que vivemos hoje, com a Covid-19. O enfrentamento ao inimigo invisível que usa de meios diferentes para atacar e matar milhares de pessoas sem que tenhamos a arma adequada (a vacina) para o confronto, não tem parâmetro comparativo.

           O estresse é muito forte e não dá trégua. Encontro na fotografia que é uma atividade que exige toda sua atenção, sua concentração ao ser praticada, uma válvula de escape. Fornece o documento que eterniza momentos, instantes de nossa vida que são revividos ao manejar as fotografias impressas ou digitalizadas.

         Fotografia é uma arte que inspira e ensina a olhar o que nos cerca sob uma ótica especial, um enquadramento que destaca ora o belo, ora o feio, o alegre, ou o triste, promissor ou arrasador. É prece, é praga. Instigante e capaz por instantes ou momentos mais longos lhe transportar completamente de qualquer rotina, liberando o espírito, aliviando o estresse”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer falar conosco? Mande uma mensagem!
Fale com nossos setores
Fale com os setores através do WhatsApp